Aqui você poderá encontrar muito de mim e espero com isso revelar o que ainda não sabe sobre você. Calma, aqui não será um espaço esotérico. Mas, acredito que no contato com o outro/a descobrimos quem verdadeiramente somos. Sinta-se a vontade em viajar comigo nesses escritos e saiba que o conhecimento é um processo, é uma construção, em que todos/as nós fazemos parte das diversas etapas de sua edificação. Participe desta aventura, venha pescar comigo nesse grande mar que é a vida, onde costuraremos histórias e reflexões acerca dos nossos sentimentos, pensamentos e das coisas da vida, as coisas do dia-a-dia que nos rodeiam.

Seguidores

Postagem em destaque

Eu sempre estive perto de você

terça-feira, 25 de agosto de 2009

Mais uma da saudade

Depois que você partiu o frio veio até aqui,
Senti-lo após sua partida foi tão diferente,
Isso me fez pensar o que nos leva a sentir frio,
Os mais insensíveis talvez dissessem: - Seria por que o tempo esfriou? Ou seria por que você não está bem agasalhado?
Estes seres não conseguem ver além de sua ignorância...
Busquei uma resposta no lugar mais propício para explicar esse frio tão diferente,
Busquei resposta nos corações dos amantes,
Estes me levaram à resposta mais lógica possível e talvez, por isso, mais louca...
Eles me disseram: achamos que o frio que sentimos é arrumação da saudade...
Saudade do afago,
Saudade do carinho,
Saudade do abraço,
Saudade do sorriso,
Saudade do corpo quente,
Enfim, saudade da presença de quem amamos pertinho de nós aquecendo nosso coração...
Não pense que ao tomar conhecimento de tão nobre sabedoria passei a odiar o frio,
Pelo contrário, gostei muito mais de senti-lo,
Pois, ele trouxe você até mim,
Ao fazer reflorescer em mim a saudade que sinto de você,
E me fazer perceber a falta que você me faz,
Assim, aprendi com o frio perceber você,
E desejei, desejei que nevasse para que tudo ficasse cheio da tua presença
E que tua presença jamais saísse de perto mim,
Pensei em congelar-me para que tua presença permanecesse também em mim,
Mas, congelado perderia a possibilidade dos movimentos,
Movimentos que possibilitam os carinhos eternos que desejo te dar,
Então desejei apenas que o frio me fosse suficiente para desejar-te eternamente juntinho de mim,
E aquecer-me te enchendo das mais puras e sinceras manifestações de amor,
Ah! Quando sentires saudades, não diga que está com saudade,
Diga: estou sentindo frio.
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...