Aqui você poderá encontrar muito de mim e espero com isso revelar o que ainda não sabe sobre você. Calma, aqui não será um espaço esotérico. Mas, acredito que no contato com o outro/a descobrimos quem verdadeiramente somos. Sinta-se a vontade em viajar comigo nesses escritos e saiba que o conhecimento é um processo, é uma construção, em que todos/as nós fazemos parte das diversas etapas de sua edificação. Participe desta aventura, venha pescar comigo nesse grande mar que é a vida, onde costuraremos histórias e reflexões acerca dos nossos sentimentos, pensamentos e das coisas da vida, as coisas do dia-a-dia que nos rodeiam.

Seguidores

Postagem em destaque

Eu sempre estive perto de você

domingo, 21 de junho de 2009

Minha Amada

Você me viu chegar,
Aos poucos fui descobrindo teus encantos
Perdi-me em teus segredos sempre abertos
Cada história tua me fascinava
E eu dizia: sou dela, sempre irei amá-la
Jamais a abandonarei

Ao passar dos tempos, eu te queria cada vez mais
E via como os homens te maltratavam
E eu te amando e sofrendo
Queria poder vingar-te
Sentia raiva ao ver-te sempre permissiva
Mas, não seria você se não fosse assim
Sei que fazia isso esperando o amado que te defendesse dos tiranos

Mesmo maltratada e explorada, continuava bela e fascinante
A cada dia meu amor crescia e meu lamento aumentava
Não tinha força para gritar que você devia ser sempre amada
Como os casais que se amam ao cair da tarde
E que cuidam sempre para não perder seu amor
Queria que todos não só te usassem e logo te esquecessem
Mas, te amassem...

A noite te tornava tão bela
As estrelas iluminavam teus caminhos
Meu desejo era então que noite fosse eterna
E como um menino que se entrega pela primeira vez ao amor
Tentava segurar a lua por mais um instante
Pois, a meia luz te deixava misteriosa e atraente

Minhas forças eram inúteis diante da força do astro rei
Que com seus raios, lentamente desnudava você em minha frente
Era possível ver-te inteiramente
Teus segredos e mistérios tornavam-se anúncios de jornais
E todos se deliciavam com tamanha beleza
Todos queriam ver o rio banhando teus seios
E eu só queria que eles te amassem como eu te amei e amo
Não mais explorassem tuas nobrezas
Sem dar-te o amor merecido

Queria que todos percebessem em cada pedaço de ti o encanto
O encanto de teus cantos
Que o vento espalhava por toda parte
Queria que todos como poetas, te amassem
Como amantes, te cuidassem
E juntos cantaríamos, harmoniosamente, teus fascínios e encantos
Como as borboletas que dançavam coreografadamente no leito de teus rios...
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...