Aqui você poderá encontrar muito de mim e espero com isso revelar o que ainda não sabe sobre você. Calma, aqui não será um espaço esotérico. Mas, acredito que no contato com o outro/a descobrimos quem verdadeiramente somos. Sinta-se a vontade em viajar comigo nesses escritos e saiba que o conhecimento é um processo, é uma construção, em que todos/as nós fazemos parte das diversas etapas de sua edificação. Participe desta aventura, venha pescar comigo nesse grande mar que é a vida, onde costuraremos histórias e reflexões acerca dos nossos sentimentos, pensamentos e das coisas da vida, as coisas do dia-a-dia que nos rodeiam.

Seguidores

Postagem em destaque

Eu sempre estive perto de você

segunda-feira, 16 de julho de 2012

Costura Musicada - Prece de pescador (Mariene Catro)

Trazemos nesta segunda-feira, a Costura Musicada Prece de Pescador, de Mariene Castro*, sambista baiana que inicialmente, queria ser bailariana. E ainda criança despertou seu interesse pela música, fruto de seu seio familiar, no qual todos já tinham envolvimento com a música, e é ela mesmo quem diz: "Na minha casa todo mundo cantava ou tocava algum instrumento". Mariene é abençoada com uma das mais belas vozes da música brasileira que já ouvi, e isso a coloca em lista de Costuras Musicadas que mais ouço, com seu timbre de voz raro, o contralto, ela sempre me encanta com suas belas Costuras Musicadas, com ela é possível voar alto.

Sobre a costura musicada: Prece de Pescador - O amor sentido pelo pescador é inspiração, e suas preces são atendidas pela senhora das candeias, mãe dos Orixás, protedora dos mares e dos pescadores, que a devotam, que se entregam aos seus cuidados quando estão no mar. Por isso, ao pedir que se transforme o amor que sentimos em prece de pescador, é manifestar o desejo de que a Senhora das Candeias olhe para nosso sentimento como olha para os sentimentos de seus protegidos, os pescadores que tem suas preces sempre atentida por mamãe Sereia.

*Mariene Castro - clique em Mais informações

Mariene começou sua carreira profissional como vocal de apoio para Timbalada, Carlinhos Brown e Márcia Freire. Certo dia, um amigo de sua mãe, Vicente Sarno, conseguiu uma data para ela no projeto Pelourinho Dia e Noite. Foi seu primeiro show, em dezembro de 1996. No dia do show, dois produtores franceses procuraram-na, dizendo que estavam atrás de uma artista emergente. Então Mariene seguiu para a França. Depois de se apresentar em mais de 20 cidades francesas, onde foi aclamada pela crítica especializada e comparada a Edith Piaf, cantora francesa reconhecida internacionalmente, Mariene voltou ao Brasil, onde se apresentou nos palcos importantes da capital baiana como o Teatro ACBEU (Projeto Terça da Boa Música), Concha Acústica do Teatro Castro Alves (Projeto Sua Nota é um Show de Solidariedade), Sala Principal do Teatro Castro Alves (Mercado Cultural) e no Teatro XVIII com a temporada do show A Força que Vem da Raiz. No interior do estado, cantou no Teatro Dona Canô, em Santo Amaro, e está sempre presente no Festival de Inverno de Lençóis.

Com uma forma peculiar de interpretar e uma voz firme e singular, Mariene foi firmando seu nome e conseguiu destaque no cenário musical após conquistar em 2004, o Prêmio Braskem de Música e ter a oportunidade de gravar seu primeiro CD “Abre Caminho”. Na estréia do trabalho a artista conseguiu vender mais da metade das cópias disponíveis para o mercado. No ano seguinte, o trabalho foi premiado como o melhor disco regional no Prêmio TIM de Música. No mesmo ano, a artista comandou a Lavagem da Igreja de Santa Madalena em Paris, uma festa espelhada na Lavagem do Senhor do Bonfim. Quem acompanha o trabalho de Mariene sabe que ela faz parte de um seleto grupo de cantoras-intérpretes e prova disso é o reconhecimento da crítica e de artistas como Beth Carvalho que em 2006 a convidou para participar da gravação do último Dvd/Cd Beth Carvalho “Canta o Samba da Bahia”, quando foi considerada uma das mais gratas revelações da música local.

Em 2008 fez uma turnê pela Espanha e cantou na trilha do longa metragem Mujeres Del Mundo, com a música “Elas Contam”, e na trilha sonora do filme “Ó Paí,Ó ”, onde cantou a música “Ilha de Maré”. Participou atuando no filme de Póla Ribeiro, “Jardim das Folhas Sagradas”, cantou no Dia do Samba no Projeto Música do Parque, levando mais de 15 mil pessoas ao Parque da Cidade e, nesse mesmo dia, a convite de Beth Carvalho, cantou com o Quinteto em Branco e Preto, nos Arcos da Lapa, no Rio de Janeiro. No dia 29 de maio de 2010, Mariene lançou seu segundo álbum, “Santo de Casa - Ao Vivo”, com a sala principal do Teatro Castro Alves completamente lotada. (Fonte: Wikipédia)

Acesse o site da Cantora: Mariene Castro
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...